Saúde óssea: muito além do cálcio!


Normalmente quando se fala em osso um único nutriente é lembrado: cálcio. Mas você sabia que nosso osso possui uma matriz de proteínas muito importante, além de necessitar de grande concentração de fósforo, cálcio, magnésio, zinco, vitamina K e por fim vitamina D para a melhora da absorção de cálcio?

E pensar em osso é algo super complexo, pois pessoas que comem muito sal e muita proteína "descamam" o osso, liberando cálcio para o sangue. Esse é um processo normal para manter o pH de nosso sangue, porém, aqueles que descamam em excesso, podem aumentar o risco de osteoporose.

Pensar em osso é pensar em fortalecimento muscular. Se você tem músculos fortalecidos e pratica atividades físicas adequadas conforme indicação de educador físico, fisioterapeuta e/ou médico, você melhora a produção de matriz óssea, ao invés de descamá-lo.

Deu para ver que osso é algo sério e complexo, não deu?

Conheça os principais nutrientes, as fontes alimentares para que você consiga incluir em seu dia a dia e melhorar sua saúde óssea.

Cálcio: brócolis e couve manteiga (possui melhor absorção), leite e derivados, amêndoas, gergelim, sardinha com a espinha, folhas verde escuras, tofu, chia.

Vitamina D: principal fonte é a exposição ao sol, que estimula seu corpo a produzir vitamina D. Em alimentos encontram-se em pequenas concentrações na sardinha, manteiga e ovos. Os cogumelos possuem elevadas concentrações de uma espécie de vitamina D, chamada D2, que não é tão eficiente.

Magnésio: folhas verde escuras (agrião, rúcula, escarola, chicória, espinafre, catalonha, almeirão, coentro, salsinha, couve), castanhas e nozes, semente de abóbora.

Zinco: Frutos do mar e peixes, castanhas e nozes, folhas verde escuras, família dos feijões (lentilha, feijões, grão de bico e ervilha).

Vitamina K: óleos vegetais e azeite de oliva crus, folhas verdes escuras.

Mas para que todos esses nutrientes sejam adequadamente absorvidos, seu intestino precisa funcionar bem. Um intestino perfeito é um intestino que funciona diariamente, sem sofrimento ao evacuar, que não sangra, que não tenha excessiva flatulência e que tenha um formato de fezes estilo salsicha. Pessoas com intestino preso ou diarreia devem melhorar sua alimentação para que esses minerais consigam ser absorvidos. Normalmente alimentos naturais melhoram o funcionamento intestinal e quanto mais industrializada for sua alimentação, pior ele será.

Fique atento! Previna!


Postagens
Arquivo